• A perseguição de Temer a Vené faz dele a resposta do povo

    A perseguição de Temer a Vené faz dele a resposta do povo

    As vozes roucas das ruas blindarão Veneziano e farão dele a espada popular contra a tirania de um Presidente da República odiado pela maioria esmagadora da nação.

    A perseguição de Temer, cristalizada ontem no ofício circular do PMDB, que arremessa contra o paredão figuras históricas como Jarbas Vasconcelos e a neta da lenda Nelson Carneiro, a combativa deputada carioca Laura Carneiro, além do astro da TV cearense Victor Valim, é um atentado violento aos que não se curvam e, ao fazer da sua voz o desabafo dos paraibanos que pedem o "Fora Temer", Veneziano repete o pai Vital do Rego, que foi preso pela altivez de um discurso pedindo diretas já a queima roupa da visita a Paraíba do general João Baptista Figueredo.

    Eu estava lá e acompanhei o trajeto da prisão de Vital para registrar na imprensa, era o repórter setorial de A Tribuna da Imprensa, e só fui dormir ao amanhecer, quando tive a certeza de que as forças democráticas do Brasil estavam chegando para garantir a vida de Vital e, lá na OAB, assisti Márcio Tomaz Bastos fazer um pronunciamento histórico em favor do pai de Vené.

    Como a história se repete, cá estou mais uma vez testemunhando a coragem do filho de Vital e mais uma vez um algoz feroz cerceando Veneziano, o detentor de um mandato com lastro de 177.682 mil votos.

    Repetindo o discurso de Mariz, quando em defesa de Humberto Lucena, pergunto: que moral tem esse agrupamento de pusilânimes para querer punir o deputado mais votado do partido e aquele que tem maior envergadura moral e é, de verdade, a sua mais expressiva liderança popular?

    Estive com Vené durante esta semana em Brasília e sou testemunha da pressão que ele sofre por não ter se agachado àquela panelinha de corruptos que teme ir pra cadeia junto com Temer.

    Ao fazer opção pela maioria, Veneziano estava consciente das retaliações e caminhar de cabeça erguida, como ele caminha, e ser aplaudido nos aeroportos e nas ruas, como ele tá sendo,  é o que lhe faz deitar a cabeça no travesseiro e dormir o sono dos justos, todos os dias.

    Ser alçado ao Senado será a resposta da Paraíba em reconhecimento a esse mandato do povo.

    Em tempo: o avô de Veneziano, Pedro Moreno Gondim, disse o seguinte, antes de ser cassado pela ditadura: "Prefiro ser expulso por rebeldia a ser condecorado por subserviência".

     

    Dércio Alcantara

    11 de August de 2017
    Postado às 20hrs, por Dércio | 0 pessoas comentaram
"Este blog não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste espaço pelos leitores e destacamos que os IPs de origem dos comentários ficam disponíveis para eventuais demandas jurídicas ou policiais".

Comentários (0)

formulário de comentario : : : : captcha