Fale Conosco

O que era especulação agora se consumou. A folha do Estado está atrasada e sendo paga em duas parcelas. Por enquanto, e por isso ninguém sabia, a pedalada chegou na folha de codificados.

Especialmente aqueles que estão lotados na Saúde, mas os rumores é que já no pagamento de fevereiro outros codificados serão surpreendidos com a péssima notícia.

Na Saúde, onde estão em maior número e nem o TCE sabe quem são e quantos, a folha já tá sendo paga em duas etapas e quem comprou a prazo já sente na pele o que é pagar com juros.

A crise na máquina estadual é real, gravíssima, um dominó. Chegou aos fornecedores e muitos estão quebrando mesmo antes da renegociação onde perderão 15% do que foi licitado e acertado em contrato. Obras estão sendo abandonadas, serviços estão capengando e o fornecimento para o estado já não é prioridade entre atacadistas.

Não é desejo de ninguém, pois afeta a todos, mas a gestão RC quebrou e a folha principal atrasar é uma questão de tempo.

Talvez, antes do São João todos já estejam pedalando. Servidores, fornecedores e comércio em geral.

Obviamente, a caixa de reverberação da SECOM só admitirá quando a crise for óbvia e ululante e nem os funcionários da Granja Santana receberem mais em dia.

Enquanto enxuga geolo, que tal RC abrir mão do prórpio salário e reduzir os de primeiro e segunda escalões pela metade?