Fale Conosco

O jornalista Cláudio Humberto traz hoje em sua coluna, publicada em dezenas de jornais pelo País e no portal Diário do Poder, a informação de que a PEC da Bengala será estendedida aos desembargadores e outras carreiras do serviço público em efeito cascata e diz que é só uma questão de tempo.

“É bom ficar claro: os desembargadores dos 27 Tribunais de Justiça não foram beneficiados com a “PEC da Bengala”, que amplia para 75 anos a aposentadoria compulsória na magistratura. Ainda. Por enquanto, os beneficiados são os ministros do Supremo Tribunal Federal, Tribunal de Contas da União, Superior Tribunal de Justiça, Tribunal Superior do Trabalho, Superior Tribunal Militar e Tribunal Superior Eleitoral.

Esperam-se medidas como mandados de injunção e de segurança para estender a PEC da Bengala às demais carreiras de Estado.

Ministérios como das Relações Exteriores já realizam estudos sobre o impacto da PEC da Bengala, inevitável na carreira diplomática.

A PEC da Bengala, que adia a aposentadoria de 70 para 75 anos, deve “represar” carreiras, na Justiça e no Executivo, congelando promoções.”

Com Cláudio Humberto