Fale Conosco

Tem candidato que tem o pé frio. Romero Rodrigues, por exemplo. Cássio teve o ano todo para adoecer e cismou de adoecer justamente no dia da coletiva de Romero na ACI. Resultado: inerte fulltime, nem uma coletiva de imprensa Romero consegue organizar. 

Como se já não bastasse todo tipo de dúvida sobre a viabilidade de sua pretensão, vem mais esta agora espalhar o boato de que Cássio não foi a ACI porque não quer Romero candidato a prefeito de Campina, com medo de perder e ser desmoralizado por Veneziano pela terceira vez consecutiva.

As coisas estão dando tão erradas para Romero que acho que ao invés de anunciar apoios e equipe de campanha ele deveria anunciar o nome do pai de santo que vai lavar com sal grosso a sua casa e afastar as mazelas que se agregaram a sua pré-candidatura.

Romero tem dificuldades até para juntar seus padrinhos dentro de uma van. Soube que não sabe ainda como pagar as contas pendentes da campanha para deputado federal e que já há candidato a vereador sugerindo que venda o carro para desatolar.

Para completar a maré contraria, o governador Ricardo Coutinho anunciou que vai se engajar em sua campanha. Se de um lado RC instrumentaliza a candidata Daniella com cotas de empregos na secretaria de Educacao, do outro RC esvazia a pré-candidatura de Romero ameaçando subir em seus palanques.

Se eu fosse Romero entrava numa dessas igrejas que prometem o céu na terra e tomava um banho de descarrego.