Fale Conosco

Quinze partidos reforçaram a pressão sobre o Tribunal Superior Eleitoral nesta terça-feira (27/3) para que seja derrubada a resolução que impede candidatos com contas de campanha rejeitadas de participarem das eleições municipais de outubro deste ano. O pedido havia sido apresentado pelo PT há duas semanas e foi reforçado por presidentes de legendas da base aliada e da oposição.

A solicitação foi encaminhada ao ministro do TSE Arnaldo Versiani, que direcionou a decisão para o presidente da Corte, Ricardo Lewandowski. Nos bastidores do tribunal, o que se comenta é que os ministros não devem derrubar a resolução, mas há a possibilidade de abrandarem os julgamentos referentes aos candidatos com vícios pequenos nas contas rejeitadas. A tendência é de que o tribunal julgue cada caso separadamente.

Há cerca de um mês, o TSE decidiu pela exigência de contas de campanha aprovadas para políticos poderem se candidatar nessas eleições. Estimativas da Corte apontam que cerca de 21 mil políticos fazem parte do cadastro de contas reprovados pela Justiça Eleitoral. O assunto deve voltar a ser debatido pelo plenário do tribunal na próxima semana.

Correio Braziliense