Fale Conosco

 

Todo mundo que quer tirar Dilma na marra da presidência da República correu para replicar a pesquisa do Datafolha com a queda na popularidade da Presidenta, mas ninguém quis botar na manchete que a avaliação do governador do PSDB Geraldo Alckmin também despencou.

Despencou sim e junto com essa queda aumenta a descrença da população na classe política e isso é um perigo, pois daqui a pouco a maioria pode começar a achar que a vida é melhor sem os políticos logo em seguida virá a direita com uma ditadura.

Todo mundo lembra que nas manifestações do ano passado bandeiras de partidos políticos não eram permitidas. É que a população tem uma visão muito ruim dos partidos e os chefes políticos fazem por onde.

Você sabia que a pesquisa Datafolha também trouxe o aumento da rejeição aos partidos políticos de uma maneira geral e não só ao PT? Pois fique sabendo que a ojeriza da população é linear e contra todos.

Nos últimos três meses e meio, saltou de 61% para 71% a quantidade de brasileiros que declaram não ter um partido político de sua preferência. É o pior resultado desde que o instituto passou a produzir esse indicador, há 26 anos.

Como não consegue elevar a estatura dos seus representantes pelo voto, o brasileiro rebaixa-lhes dramaticamente o pé-direito.

Mesmo assim, a democracia é o regime mais adequado para produzir justiça social e os partidos políticos o caminho correto para quem pretende chegar ao poder. Não se pode tirar o todo pela prática dos caciques, Há sim gente de bem em todas as agremiações, na política.

O problema é que no Brasil partido tem dono, tem cacique e virou um negócio muito lucrativo para muitas famílias. Aqui mesmo na Paraíba a mamioria dos partidos pertencem a um sobrenome e quando chegam ao poder logo nomeiam os parentes nos principais cargos.

É dessa prática e de outras que o brasileiro quer cada vez mais distância da política e dos políticos e isso só mesmo a reforma política para mudar.

Veja agora a queda de popularidade dos partidos: