Fale Conosco

A Paraíba chegou a marca de 1.002.781 testes para a covid-19 realizados. O número foi divulgado pela Secretaria de Estado da Paraíba (SES), no boletim dessa quinta-feira (17), e corresponde aos testes de RT-PCR e testes rápidos coletados nos 223 municípios. O quantitativo equivale a 25% da população total do estado.

A testagem da população é uma das ferramentas da vigilância epidemiológica para o enfrentamento da pandemia no estado. É por meio do processamento dos testes RT-PCR, o exame padrão ouro para a detecção da covid-19, que são identificadas as linhagens em circulação na Paraíba, como as variantes Alpha B.1.1.7, oriunda do Reino Unido e a Gamma P1, originada no Brasil. O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-PB) realiza diariamente o processamento destas amostras e até este mês chegou a marca de 250 mil testes analisados.

De acordo com o secretário de Saúde do estado, Geraldo Medeiros, a capacidade de testagem dos paraibanos sempre foi uma prioridade nas ações de combate ao coronavírus, que aumentou de acordo com o agravamento na pandemia no Brasil e no mundo. “É preciso ressaltar que em março de 2020 nossa capacidade diária era de 200 amostras por dia no Lacen, em junho do mesmo ano já era de 800 testes e hoje estamos processando quase 3 mil exames diariamente. Investimos em tecnologia, em uma equipe especializada e em processos eficientes para dar celeridade ao processamento dos exames”, ressalta o secretário.

Mesmo com a alta demanda, o laboratório não apresenta demanda represada e a média de entrega dos exames não excede as 72h. O diretor geral do Lacen-PB, Bergson Vasconcelos, explica que o laboratório não se atém apenas ao laudo dos exames, são realizados também protocolos de vigilância laboratorial e análise da viabilidade das amostras. “A finalidade do laboratório de referência aqui na Paraíba, o Lacen, não é só dar o diagnóstico de detecção do vírus, mas sim, ter o perfil das cepas circulantes e fornecer indicadores para medir a taxa de transmissibilidade do vírus e nortear as ações de vigilância em saúde”, explica.

O Lacen-PB trabalha com a capacidade de processamento de 2 mil amostras por dia, o laboratório recebe exames da rede pública de todo o estado. No último mês, maio, e na primeira quinzena de junho, a rotina laboratorial foi impactada com o aumento expressivo de amostras, principalmente do sertão e brejo Paraibano, chegando a mais de 3 mil por dia, o que corresponde a um aumento de 50% da capacidade de processamento do Lacen-PB.