Fale Conosco

Vamos deixar claro uma coisa. Mulher casada merece respeito e sendo primeira dama da Paraíba mais ainda. Aliás, solteira ou casada, jovem ou idosa, as mulheres merecem respeito, desde que se deêm ao devido respeito. 

Mas, convenhamos, uma mulher casada e primeira dama que abre negociação com uma revista masculina para posar nua quer ser notícia e causar.

Só toco nesse assunto por que o fotógrafo Tody Holland abriu o jogo com o jornal Correio da Paraíba e ao jornalista Astiê Basílio.

Pâmela Bório, ex-miss Bahia, apresentadora de um programa na TV Tambaú e esposa de papel passado do governadorRicardo Coutinho, com quem tem um filho, teria recebido uma proposta para ser capa da Playboy, aceito e chegado até a fechar o cachê, mas, por pressões do marido, voltado atrás. 

Definitivamente, a Paraíba virou a República das Bananas e nós que estávamos acostumados a ter primeiras damas cuidando dos velhinhos, crianças carentes e comunidades de baixa renda, agora ficamos estupefatos com a notícia do Correio da Paraíba de que nossa primeira dama quase tirou a roupa para todo mundo apreciá-la como veio ao mundo e as fotos da revista logo correriam a internet em montagens dela com o governador. 

Sendo verdadeira a informação do fotógrafo, e acredito que seja, pois ele andou clicando ela em ensaio com direito a modelitos em plena sala de janta da Granja Santana, concluo que a senhora Pâmela Bório é uma “capável” e esse projeto da Playboy de tirar-lhe a roupa continua em aberto para ser executado a qualquer momento, o que para o marido deve funcionar como uma faca no pescoço, tipo…separou, brum! 

Aliás, além dessa faca no pescoço o governador tem outra, que é a ameaça do seu avalista Cássio se tornar adversário na disputa pelo Palácio da Redenção e não sei qual das duas é a mais afiada.

Acho que a SECOM deve emitir uma nota sobre a primeira dama ter negociado com a Playboy a sua nudez, pois isso deixa a  Paraíba ruborizada.