Fale Conosco

Em avaliação mais recente do Plano Novo Normal divulgada neste sábado (20), houve um aumento significativo na quantidade de municípios que transitaram para as classificações mais restritivas. De acordo com o levantamento, 99% dos municípios paraibanos estão classificados nas bandeiras amarela, laranja e vermelha – esta última aumenta as restrições de mobilidade nos locais classificados. 62% dos municípios paraibanos encontram-se em bandeira laranja, esboçando um crescimento expressivo de 527% em relação à 18ª avaliação, na qual cerca de 10% dos municípios encontravam-se nesta bandeira.

Até a análise anterior, a Paraíba não tinha cidades em bandeira vermelha. Já na avaliação atual, que passa a vigorar nesta segunda-feira (22), os municípios de Igaracy, Catingueira, São José do Bonfim, São Mamede, Cuité de Mamanguape e Cacimbas compõem os 2,4% de localidades classificadas em vermelho, com recomendação de restrição de mobilidade e serviços. As bandeiras levam em conta indicadores como: percentual de novos casos, letalidade (óbitos), ocupação da rede hospitalar da região e percentual de isolamento social. Baía da Traição é o único dos 223 municípios paraibanos que está em bandeira verde. 

De acordo com o secretário executivo de Gestão da Rede de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi, as medidas adotadas pelo Governo do Estado da Paraíba, entre os dias 12 e 17 de fevereiro, dedicadas a atenuar os riscos e efeitos negativos do período carnavalesco, não receberam a adesão necessária de parte da população paraibana “Muitas pessoas seguiram reunindo-se em festividades, bares e restaurantes, abandonando o uso de máscaras e colocando em risco, não apenas sua própria saúde, mas também a de todas as pessoas com quem convivem. É preciso ter em mente que o mês de janeiro e a primeira quinzena do mês de fevereiro de 2021 foram marcados por expressivo aumento das ocupações dos leitos hospitalares dedicados à Covid-19, em especial dos leitos de terapia intensiva dedicados a pacientes adultos. Os números desta avaliação refletem o repique no estado”, destacou.

Internações

Entre 23 de janeiro e 06 de fevereiro, foram internadas para tratamento da Covid-19 em rede pública referenciada no estado 340 pessoas. Já no período seguinte, de 07 a 20 de fevereiro, foram internados 458 pacientes. Em números absolutos, isso significa um aumento de 118 internações apenas em leitos SUS. Ainda de acordo com a avaliação do Novo Normal, a Paraíba apresenta 35% dos municípios na bandeira amarela, uma redução de 54% em relação à avaliação anterior. Já a bandeira verde teve sua participação reduzida de 1% para 0,4% dos municípios paraibanos. 

“Mudanças da situação epidemiológica que venham a afetar o sistema de saúde devem ser alvo de medidas efetivas imediatas, para que se possa conter ainda piores desdobramentos, na forma de crescimentos acelerados de casos, óbitos e internações hospitalares, o que poderá agravar ainda mais as dimensões de sofrimento humano e social em todo estado. O coronavírus depende de encontros e convívio social com proximidade entre pessoas para continuar se propagando. A decisão de manter-se seguro e protegido individualmente é fundamental para a saúde de todos”, reforça o secretário executivo. 

Atenção redobrada

A análise da 19ª avaliação do Plano Novo Normal reforça a recomendação de máxima atenção dos gestores e autoridades sanitárias municipais no sentido de garantir o monitoramento efetivo dos indivíduos com sintomas gripais relacionados à Covid-19 (tosse seca, dor no corpo, cefaleia, febre, dor de garganta, perda de olfato e do paladar) e de seus contatos próximos, por meio das equipes da saúde da família na atenção primária, recomendando-se a coleta de swab nasal dos sintomáticos, para realização do exame diagnóstico de maior acurácia para Covid-19, o RT-PCR, pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB).