Fale Conosco

Quem nunca sentiu preconceito por ser nordestino?
Quem nunca sentiu um olhar de deboche diante de nosso oxente?
A maioria dos ataques de xenofobia registrados no país é dirigido ao nosso povo, à nossa terra.
Uma região historicamente desfavorecida pela União, fisionomia mais exuberante do país, que tem na sua gente a sua maior força.
Sim, o Nordeste é diferente.
O Nordeste é pauuuu!!!
E precisamos ter orgulho de nossas diferenças.
Um orgulho que fez toda a diferença na trajetória vitoriosa do fenômeno Juliette Freire.
A paraibana, preferência nacional do começo ao fim, manifestou orgulho de nossas raízes, celebrou nossa cultura, elevou nosso sotaque e fez – como nenhuma ação anterior (política ou de marketing) jamais conseguiu – o Brasil se apaixonar pelo Nordeste.
Através de seu caráter, da sua resiliência e de seu humor.
A face mais bonita de Juliette é a que ostenta seus valores.
Obrigada Juliette por nos representar tão bem.
Obrigada por fazer esse continente chamado Brasil nos olhar com o carinho que a gente merece.
Somos todos um só país.
Mas aqui realmente é tudo – graças a Deus – muito diferente.
Para nossa sorte. E nosso orgulho.
Parabéns Juliette.
Parabéns Nordeste.
Parabéns Paraíba.

Assista: