Fale Conosco

Menos de 48 horas após o chefe de Gabinete da SECOM estadual, Diego Lima, ter feito ameças a este blogueiro e tentado pela força cercear a liberdade de imprensa, outro atentado à Constituição aconteceu e mais uma vez o governo estaria envolvido, dessa vez o secretário de Comunicação Luís Torres e o próprio governador Ricardo Coutinho.

O alvo agora foi a jornalista Pâmela Bório, que se separou do governador e vem sofrendo pressões para fechar a boca e não contar o que tem insinuado nas redes sociais.

Pâmela agora foi proibida de aparecer no seu próprio programa na TV e, o que é mais grave, será demitida, obviamente como represália.

A própria Pâmela veio a público hoje denunciar o cerco e uma fonte nos garante que a Operação Freezer, como foi batizada por Sales Dantas, secretário adjunto da Pesca, teve como protagonista o secretário de Comunicação Luís Tores, que num almoço reservado com o superintendente do Sistema Tambaú, Henrique Kirilauskas, impôs a condição para que a parceria prosperasse.

Sem demonstrar nenhum constrangimento, conta uma fonte, Torres teria até chegado a surgerir a vaga para a esposa, Mirna, que é apesentadora da TV Arapuam.

Pãmela já foi afastada, sua aparição proibida e não tem mais volta.