Fale Conosco

Os moradores de alguns bairros de Campina Grande estão reclamando da falta de médicos em postos das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) no município. De acordo com os usuários, é frequente a mais de sete anos, o número de vezes em que eles não são atendidos, pois o prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSD) não disponibiliza profissionais para as unidades. Recentemente matéria de uma emissora de Campina Grande revelou que o município, tem 11 equipes de UBSF’s sem médicos.

Segundo Laura Josefa da Conceição, de 75 anos, é frequente os casos dos moradores chegarem aos postos, esperarem e não serem atendidos. “Às vezes chego e não tem mais fichas, outras vezes o médico não vem. Quando eu pergunto aos atendentes, dizem que não tem médico e que não sabem se ele vai ou não”, explica Laura. Veja a Matéria do G1: http://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2014/05/pacientes-reclamam-de-falta-de-medicos-em-campina-grande.html

De acordo com a dona de casa Sônia Rodrigues, o problema também se estende à demora na marcação e recebimento de exames. “Se tem um exame para marcar, só depois de seis meses. Se tiver de morrer, morre”, disse Sônia em entrevista à TV, no qual cobra uma resolução do prefeito: https://globoplay.globo.com/v/3332054/

Essa semana, moradores do bairro das Cidades, em Campina Grande, demostraram revolta, contra o prefeito, onde alegaram a uma TV Comunitária, que estão há quatro meses sem médicos na UBSF, além da unidade estar com deficiências estruturais e de estoque. Veja: https://youtu.be/ZPeF50yORho

Creches abandonadas – Ontem (15), vídeo enviado por moradores do distrito de Catolé de Zé Ferreira, em Campina Grande, revela o atual estado de abandono de uma creche que teria sido deixada no final do ano de 2012, com mais de 90% de sua conclusão. Porém passados sete anos e quase oito meses, a gestão municipal não entregou ainda essa obra a população. Veja o vídeo produzido pela TV comunitária do distrito: https://youtu.be/SF4eY5qZbDM

Recente auditória do Tribunal de Constas da União (TCU), junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e a prefeitura de Campina Grande, atestou supostas irregularidades e atrasos nas entregas de creches na Rainha da Borborema na gestão do prefeito Romero Rodrigues. Veja o acordão do TCU:
https://contas.tcu.gov.br/pesquisaJurisprudencia/#/detalhamento/11/3068220150.PROC/%2520/D

 

Redação