Fale Conosco

O líder da oposição em Cruz do Espirito Santo, Marlyson Costa (PMDB), lamentou a atitude do prefeito Pedrito Gomes (PSD), em tentar ludibriar a população ao usar obras da Cagepa como se fossem da Prefeitura Municipal. De acordo com Marlyson, o gestor fingiu ter assinado um termo de parceria com a Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba, e ainda publicou nas suas redes sociais que teria assinado um termo que não existe. 

Inclusive, o prefeito atrapalhou o andamento das obras ao chegar no local para gravar um vídeo e se promover com obras do Governo do Estado como se fossem da prefeitura, mesmo Pedrito sendo opositor do atual governador Ricardo Coutinho.

A oposição garante que não há parceria nenhuma com a Cagepa, na verdade o que aconteceu foi que o coordenador do escritório da Cagepa local, Jucélio, solicitou informalmente uma máquina retroescavadeira ao prefeito, para cavar as valas e iniciar a colocação dos canos, o gestor liberou a máquina, mas aproveitou a situação para pegar “carona” nas obras e passar a falsa informação à população de que a ação era uma realização da prefeitura e que a Cagepa estava apenas como coadjuvante.

“Isso é um desrespeito ao trabalho do Governo do Estado na cidade, uma falta de honestidade do prefeito com a Cagepa e principalmente com as 200 famílias que irão ser beneficiadas com essa expansão da rede de abastecimento de água. Isso é um descaso com o trabalho realizado de quase dois anos da equipe local da Cagepa para concretização desse sonho para os conjuntos Martelo, Dona Quinha entre outros. O prefeito através de um ato deplorável tentou tomar pra si todo o trabalho da equipe da Cagepa”, destacou Marlyson que foi candidato a prefeito em 2016 na cidade, obtendo uma expressiva votação.

A liderança da oposição ainda destacou que o prefeito no seu segundo mandato não fez uma obra relevante no município e quer pegar carona numa obra do governo do estado, o qual faz oposição ferrenha. “E agora toda população faz a pergunta: cadê o termo de parceria entre a prefeitura e a Cagepa que o prefeito aparece assinando na foto?”, questiona Marlyson.