ParaíbaPolicial

Operação do Gaeco cumpre mandados para desarticular esquema de desvio de dinheiro em cartório da PB

Uma operação do Ministério Público da Paraíba, por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), cumpre três mandados de prisão, três de busca e apreensão, além de sequestro de bens, na manhã desta terça-feira (11), em uma operação para desarticular um esquema criminoso que estava desviando valores do Cartório do 2º Ofício de Notas e Registro de Imóveis de Santa Rita, na Grande João Pessoa.

De acordo com o MPPB, os valores desviados pela cúpula de serventia extraducial do cartório aconteceram nos anos de 2015 e início de 2016, quando o cartório recebia, em espécie, os valores devidos, a título de lucros casuais, em razão de serviços de registros de, pelo menos, dois mil contratos de compra e venda com alienação fiduciária, e não realizava o recolhimento devido.

O prejuízo causado foi de mais de R$ 1 milhão a terceiros, ao Ministério Público, ao Poder Judiciário, ao Município de anta Rita e ao Fundo de Apoio ao Registro de Pessoa Natural.

A Operação Escribas é um conjunto de atuação da Secretaria de Estado e Defesa Social, por meio do Grupo de Operações Especiais (GOE), e Polícia Militar, através do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

Os mandados foram expedidos pelo poder judiciário da 1ª Vara da Comarca de Santa Rita e estão sendo cumpridos nas residências dos alvos da operação, em João Pessoa. As investigações duraram, pelo menos, um ano. Com informações G1PB.

Tags: Tags: