Notícias

Odon Bezerra, irmão do líder de um governo acusado de corrupto, não deve participar da “Marcha contra a corrupção”

Se político não pode participar da “Marcha contra a corrupção”, que acontece hoje em João Pessoa e Campina a partir das 16 horas, o que Odon Bezerra faz infiltrado no meio dessa ação espontânea de quem não agüenta mais ser roubado? 

Logo alguém vai dizer que ele é o presidente da OAB paraibana, entidade que apóia o evento, e que isso justifica sua presença, mas ressalto que Odon virou político e até cogitaram sua candidatura a prefeito. 

Irmão de Hervázio Bezerra, o líder de um governo sob suspeita de laços profundos com a corrupção, Odon engessou a OAB e não tem respaldo para falar em corrupção porque não tem coragem de abrir o bico e denunciar os desmandos do governo Ricardo Coutinho. 

Se Hervázio defende um governo com problemas de transparência, acusações pesadas de desvios de conduta e alheio aos aspectos legais da vida pública, o irmão Odon cala para não prejudicá-lo. 

De rabo preso por questões familiares, Odon é conivente com o que acontece na gestão RC porque é omisso. 

Peço a Odon que se auto-exclua dessa “Marcha contra a corrupção” para não constranger os participantes, ser chamado de hipócrita e dúbio. 

Se quer combater a corrupção comece dentro da família e me responda: de quem é aquela agência do Pague Fácil lá no Detran? 

Aquela fachada de defensor dos humildes quando comandava o Procon não lhe serve mais e, por favor, saia de fininho que a marcha é contra os corruptos e quem protege corrupto, corrupto é.

Outra coisa, chega de chorumelas!