Fale Conosco

Ao contrário do que poderia se pensar, a retirada de pauta do projeto de terceirização da educação e Saúde em João Pessoa não foi suficiente para encerrar o debate em torno do projeto e logo após uma discussão que gerou um empurra-empurra nas galerias, um estudante acabou gravemente ferido.

Genildo Nóbrega, estudante do curso de Ciências Scoais da UFPB. ficou com um corte no nariz, após, segundo ele, ser atingido por um dos seguranças.

Discordo quando se diz que houve vandalismo, pois o que realmente houve foi forçassão de barra da bancada de Agra, que teima em tratorar.

Sei que o prefeito é pau mandado e tem que fazer o que lhe ordenam, mas ir de encontro ao anseio popular cegamente é muito perigoso.

Estive nos bastidores dos acontecimentos e me irritei quando vi seguranças partindo inclusive para cima de jornalistas, especialmente de cinegrafistas, com medo das imagens que vão correr o Brasil.

O mesmo movimento que foi massacrado na Câmara pela imprudência de gente como Bruno Farias e Sandra Marrocos, os mais radicais na colocação em pauta do tema de qualquer jeito, foi muito bem recebido na Assembleia, onde por intercessão de Dr. Aníbal os deputados lhes deram vez e voz.

Não culpo o presidente da Câmara, Durval Ferreira, pois sei de sua conduta democrática e me contaram que ele queria abrir as galerias ao público, mas a intransigência do Coletivo RC, que perdeu o rumo e o prumo.

Anotem aí: se colocarem em votação amanhã haverá um banho de sangue, pois cada vez virão mais e mais pessoas.