Fale Conosco

 Em e-mail enviado ao jornalista Agnaldo Almeida, colunista do JP Online, Ricardo disse que o reajuste linear de 3% só atinge uma pequena parcela do funcionalismo. “O restante entra no diferenciado”, afirmou o governador.

“Alguém ter 16, 18 ou 33 por cento e achar pouco, só estando ruim da cabeça ou fazendo proselitismo político. Não há como concluir de outra forma”. E adianta o governador, rebatendo o argumento oposicionista: “Pouco menos que 10 mil servidores, entre os 117 mil, vão ficar com os 3%. O restante entra no diferenciado”.

Ricardo menospreza os “pouco mais de dez mil”, que seguramente não representam “nada” para o governo.

Ao colocar estes mais de 10 mil como “menos importantes” e dignos de um reajuste de apenas 3%, o governador cria uma subcategoria de servidores. Resumindo, se você recebeu apenas 3% de aumento é por que você não vale nada!

Lembro agora o comentário de um amigo que filosofou, dar um aumento deste provoca tanto desgaste que é melhor não dar nada.

Sejamos francos, governador! Com o cofre montado em 2011 o seu governo poderia fazer muito mais pelo servidor, tenha pelo menos a dignidade de repor o que a inflação e sua procuradoria arrancaram dos servidores…