Opinião Polêmica

O que causou esse curto-circuito entre Fabiano e Sikêra?

Sem exageros, são os dois maiores apresentadores da TV no Nordeste, carismáticos, polêmicos, hipnotizadores de massa, geniais.

Já estiveram ancorando programas na Paraíba, mas são astros televisivos para onde se movimentarem, pois ambos tem um dom raro e contemporâneo: noticiam o sério com aquele humor necessário e pimenta do reino pilada com ervas finas.

Sikêra chegou na Paraíba literalmente ressuscitado de um caixão, mas não conseguiu levantar o defunto TV Arapuan, mesmo pontuando o recorde de 8 pontos na casa gregoriana, exatos 75 mil domicílios.

Fabiano veio de bucho vazio da Terra de Padre Rolim e encheu a pança ao bater o jornalismo da Globo com o Correio Manhã (TV) e Correio Debate (rádio), mantendo-os 10 anos seguidos na liderança.

Então, o que levou iguais que se admiram e se respeitam a essa exposição negativa de parte a parte, rompendo o fim de semana numa troca de farpas sem fim?

Assim como Wolfgang Amadeus Mozart foi invejado e sugado por Antônio Salieri, Fabiano e Sikêra estão sendo pela alma sebosa e sem luz que não consegue ter o brilho de ambos e joga um contra o outro para comer peixe assado.

Mas, quem? Alguém que lambe os beiços pra estancar o veneno que escorre da sua língua ferina e destila toda sua frustração por não ser o que esses gênios da comunicação são, que bateu tambores pra ter o lugar de Fabiano e depois voltou a bater para ter o lugar de Sikêra e agora com medo da volta de Fabiano espalhou cizânia entre ambos, jogando um contra o outro.

Fabiano e Sikêra são iguais na genialidade e na falta de prudência. Fazer um atirar no outro para o Salieri foi fácil; difícil será ter 20% do talento de ambos.

Quem é o Salieri? Descubram.

Dércio Alcântara

Tags: Tags: