Fale Conosco

A ex-candidata à presidência da República, Marina Silva, criticou o movimento que defende o impeachment da presidente Dilma Rousseff em entrevista ao jornal Valor Econômico nesta sexta-feira (20). De acordo com ela, sem um fato que indique a responsabilidade direta da presidente, o impeachment não evitaria o caos e até poderia aprofundá-lo.

“Não é porque este ou aquele grupo está insatisfeito que se deve recorrer a essa ferramenta”, disse.

Marina destacou que são legítimas as manifestações já que, segundo ela, “na eleição foi vendido um Brasil colorido, sabendo-se que o país estava vivendo uma profunda crise”.

A ex-candidata reforçou ainda que não se pode escolher um partido para o governo, “simplesmente porque quer um pedaço do Estado para chamar de seu”. Ela destacou que nas democracias evoluídas, a composição do governo é feita com que os partidos tem de melhor nos seus quadros.