Fale Conosco

O motivo de Ricardo Coutinho querer ir tanto para Brasília em plena campanha política para a Prefeitura de João Pessoa tem nome e recebe um cifrão. O socialista está por um fio no PSB após ter articulado pelas costas de Carlos Siqueira (presidente do PSB) o apoio do PT e, consequentemente, na direção da Fundação João Mangabeira, da qual ele recebe R$ 30 mil por mês.

Siqueira começou a desconfiar de Ricardo quando insistiu em ter o PT na aliança durante a campanha de João Pessoa, não recomendado pela direção nacional do PSB, inclusive chegou a classificar como “estranha” a aproximação do socialista com a sigla petista. A informação é de que o dirigente do PSB deve reunir lideranças do partido na próxima semana e deve destituir o agora candidato a prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho.

O objetivo do ex-governador ficou claro quando uma informação de uma fonte ligada ao PT revelou que Ricardo havia prometido filiação ao partido e palanque para Lula em 2022. Até que combina, né? Dois ex-gestores denunciados e investigados por corrupção. Se eu fosse o Siqueira daria boa sorte e um “vá com Deus” empolgado.

Já diria minha mãe, é melhor estar só que mal acompanhado.