Fale Conosco

O ministro Gilmar Mendes autorizou a retirada da tornozeleira eletrônica de Ricardo Coutinho com base em uma única alegação: a de que o socialista tinha o risco de contrair a covid-19, por ser do grupo de risco, ao sair de casa para fazer a manutenção do equipamento.

O medo, ao que parece, desapareceu, pois o ex-governador não só se arriscou em participar ontem da convenção do PSB para ser oficializado candidato à Prefeitura de João Pessoa nas eleições deste ano, mas também está disposto a atuar ativamente na campanha, se locomovendo pelas ruas da cidade, fazendo discursos e pedindo voto.

Isso só mostra uma coisa, que na verdade só não vê quem não quer: a cara de pau de Ricardo é do tamanho da sua vontade de querer fazer algo. Ele tem medo da pandemia até o momento em que não tenha a chance de voltar ao poder. Depois disso, qualquer medo vira uma pequena faísca. Mais uma mentira e uma fraude do líder da Orcrim Girassol. Onde está está o sistema de Justiça do Brasil?