Fale Conosco

Hoje o PMDB faz opção pela subserviência e, genuflexo, beija os pés daquele que agora é o dono do espaço que um dia foi seu na gangorra política.

O anúncio do apoio à reeleição do governador Ricardo Coutinho equivale a uma vítima de estupro se apaixonar e virar amante de quem lhe estuprou.

E se essa vocação para concubina foi o que restou , ao michê político o partido se oferece apressado e preocupado com a concorrência mundana,

Quem conhece Ricardo sabe que, passada a eleição, caso vença, logo trocará a velha presa pela que tá cheirando a leite e ao PMDB restará o que tem pra hoje.

Hoje o PMDB desistiu do protagonismo. O gigante se agachou.