Fale Conosco

Alvos do governo Bolsonaro, as universidades federais sofrem golpe mais duro do que serem taxadas de laboratórios do narcotráfico e ambientes de promiscuidade.
De acordo com o Painel do Orçamento Federal, as instituições receberão em 2021 R$ 2,5 bilhões.
Esse valor é praticamente o mesmo que o orçamento de 17 anos atrás (com os valores atualizados pelo IPCA).
No entanto, naquele momento, eram 574 mil alunos e 51 instituições.
Atualmente, são 69 universidades e 1,3 milhão de estudantes.
Por isso, as instituições já falam em interrupção das atividades a partir de julho.
Com um orçamento muito baixo, alunos mais pobres perdem a ajuda que os garante nas universidades, pesquisas são interrompidas e, agora que as universidades estão no limite, contas de água, de luz e de limpeza podem não ser pagas.
A paralisação pode ocorrer em escala nacional.
Uma vitória para terraplanistas e negacionistas da ciência.
Uma derrota para o futuro do país.

Confira: