Fale Conosco

Essa brincadeirinha dizer que está tudo sob controle no ex-grupo que impunha um Girassol como símbolo já não cola mais. É conversa para boi dormir. O PSB não está conseguindo mais sustentar a máscara da amizade e os rebeldes já começaram a se rebelar.

O ex-núcleo sindicalista/republicano está divido em torno de quatro candidaturas em João Pessoa: a de Luciano Cartaxo, a de Luciano Agra, a de Nonato Bandeira e a da favorita do Rei, Estelizabel Bezerra.

E ninguém venha dizer que existe “amizade” nesse grupo porque já está notória a guerra instalada.

Rossana Honorato e Fernando Abath são do grupo que defendem abertamente uma aliança com o PT em torno da candidatura de Cartaxo. Esses dois são os mais rebeldes, pois conhecem de perto o “jeito socialista de governar” e pularam para o lado oposto deixando uma nuvem negra suspensa no ar.

Roseana Meira, Luciano Agra e, hoje, declaradamente insatisfeito o vereador Bira uniu-se ao grupo que quer ver Agra de volta na disputa. Digo Luciano Agra porque ele quer voltar, mas quer que o Rei reconheça que ele é o mais forte, o dê autonomia e chame-o para voltar. Depois das desfeitas de Ricardo é o único jeito do prefeito perdoar, com um pedido público de “volta Agra”.

Posição que certamente não passa pelos planos de Ricardo. Mas a roda da vida gira de pressa demais e uma hora estamos em cima, em outros minutos embaixo. Quem sabe, mais para frente, Luciano não será a única solução?

Os que não topam Estelizabel, mas não quiseram ser tão radicais em peitar o comandante lançaram a candidatura de Nonato Bandeira. Tentaram reunir forças com partidos, joguinhos de mídia. Contudo, não teve photoshop que pudesse maquiar o fracasso na candidatura do ex-secretário de Comunicação.

Nonato está sendo boicotado pelo próprio Ricardo Coutinho nos bastidores. O jornalista, que antes cuidava em dizer que estava tudo bem, hoje já nem pronuncia o nome de Estelinha. Durante entrevista ontem, se referiu a ela como “a outra candidata”.

A bandeira de Bandeira não subiu nem para conseguir deixar o comparsa Luís Tôrres em sua vaga na Secom. E agora, Nonato vai com fumaça no nariz atrás do tempo perdido sendo “amiguinho” de Estela. E olhe que se ele encontrar o tom certo, pode até passar Estela nas pesquisas, basta revelar alguns segredinhos da gestão da ex-secretária e desmascará-la publicamente.

E por ultimo está o soberano. Ricardo Coutinho leva a candidatura de Estelizabel praticamente sozinho nas costas, salvo pelo super apoio político das vereadoras Sandra Marrocos e Raissa Lacerda e da primeira dama, Pâmela Bório: únicas que fazem campanha e a julgar pela experiência das “cabos eleitorais”, podemos imaginar a quantas vai essa candidatura. A maior contribuição delas até agora foi ensinar a pré-candidata a se maquiar como menininha.

Raíssa está sempre por perto porque almeja a vaga de vice ao lado de Estela, mas não encontrou ainda alguém que interceda por ela junto ao Rei.

Não adianta observar o cenário. O Rei só enxerga seu próprio umbigo. Vamos ver até quando Ricardo vai insistir na candidatura de Estela e qual a estratégia dos insatisfeitos do ex-coletivo para minar o PSB. Nas eleições 2012, Ricardo vai enfrentar os velhos adversários e os velhos amigos, agora adversários disfarçados e declarados.