Fale Conosco

1. Lucélio Cartaxo falou publicamente pela primeira vez desde que sofreu o acidente, no dia 6 de julho deste ano. O chefe de gabinete da prefeitura de João Pessoa usou as redes sociais, nesta segunda-feira (5), para agradecer pela torcida, orações e mensagens recebidas durante o tempo em que esteve internado. Na postagem, o irmão do prefeito de João Pessoa também parabenizou os 434 anos de aniversário da Capital paraibana, completados nesta segunda-feira.

2. A Câmara dos Deputados deve retomar nesta terça-feira (6) a discussão e a votação da proposta de reforma da Previdência. Em julho, os parlamentares aprovaram o texto em primeiro turno por 379 votos a 131. Agora, iniciarão a votação da proposta em segundo turno. Por ser uma proposta de emenda à Constituição (PEC), o texto só será aprovado se tiver os votos favoráveis de pelo menos três quintos dos parlamentares, portanto, 308 dos 513 deputados. Se aprovada, a reforma seguirá para o Senado.

3. O ex-senador paraibano Ney Suassuna (MDB) virou réu na operação Lava Jato. O ex-parlamentar é acusado de participar de esquema de corrupção nos contratos de afretamento de navios celebrados pela Petrobras com armadores gregos. Os crimes praticados geraram, ao menos, R$ 50 milhões em propinas e comissões ilícitas.

4. Bandidos explodiram, na madrugada desta terça-feira (6), o cofre de um posto de combustível no município do Conde, na Paraíba. O ato criminoso deixou o estabelecimento completamente destruído. De acordo com testemunhas quatro suspeitos chegaram encapuzados e colocaram os explosivos. A explosão destruiu a bomba de combustível, o teto, a estrutura do posto e o restaurante que fica no local.

5. Motoristas de transportes alternativos interditaram vários pontos em rodovias na Paraíba nesta terça-feira (6). O motoristas protestam contra a Lei federal 8.855, que altera o Código de Trânsito, ampliando o rigor na punição para transporte irregular de passageiros e transporte escolar. A interdição acontece na BR-230 em Patos, km 331, outro no km 399 em Pombal, ainda o 344, em Patos, e o 422, no Trevo Catolé. Os motoristas também pretendem fechar a BR-230, na altura da sede da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

 

Da redação