Fale Conosco

1. Reitores das universidades federais da Paraíba e de Campina Grande (Margareth Diniz e Vicemário Simões) e do Instituto Federal da Paraíba (Nicácio Lopes) se reuniram com o ministro da Educação Abraham Weintraub, nesta quinta-feira (30), em Brasília. De lá saíram com a garantia do ministro de descontingenciar parte do bloqueio anunciado no fim do mês passado. Ao todo serão liberados R$ 7,5 milhões para o custeio de atividades essenciais das instituições: cerca de R$ 3 milhões para a UFPB e R$ 4,5 milhões para o IFPB. O encontro foi articulado pela bancada federal do estado.

2. O governo federal deve apresentar mudanças no programa Minha Casa Minha Vida na semana que vem, segundo informou o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto. Entre as alterações está a ampliação das atuais quatro faixas de financiamento e a troca de nome do programa habitacional, criado em 2009 no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

3. Um ex-policial militar foi preso nesta quinta-feira (30), suspeito de estuprar duas crianças de 9 e 10 anos no município de Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa. Além dele, o padrasto da menina de 10 anos, também está sendo procurado como suspeito de participar dos estupros.

4. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato na Corte, rejeitou recurso feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que questionava a imparcialidade de Sergio Moro como juiz nos processos contra ele. Fachin disse que não foi comprovada “relação de inimizade capital entre o recorrente e o juiz”.

5. A senadora Daniella Ribeiro (PP) apresentou uma emenda ao Projeto de Lei 672/2019 – que torna crime a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero. A sugestão da paraibana é de não criminalizar as condutas praticadas no exercício da liberdade de consciência e de crença incluindo, discursos religioso e moral, em público ou privado, presencial, televisivo, telemático ou por radiodifusão.

Da redação