Fale Conosco

Como uma coisa puxa a outra, aproveito essa notícia de que o o encontro municipal do PMDB de João Pessoa decidiu por candidatura própria em 2016, para relembrar aqui uma matéria que publiquei no dia 17 de maio de 2013 e anunciei a pacificação no diretório municipal do partido com um acordo que conduziu o deputado federal Manoel Júnior à presidência, para um mandato de dois anos, e que ficou firmado por unanimidade que ele seria sucedido pelo deputado estadual Gervásio Maia.

Vejam a matéria abaixo:

A Executiva Estadual do PMDB realizou reunião nesta sexta-feira (17) na sede do Partido, em João Pessoa e decidiu, pelo consenso dos presentes, pela escolha do deputado federal Manoel Júnior como presidente da comissão provisória do Diretório da Capital. Ainda compõem a comissão o deputado estadual Gervásio Maia, o deputado federal Benjamin Maranhão e os vereadores Fernando Milanez e João Almeida.

Participaram da reunião, além do presidente estadual do PMDB, José Maranhão, o senador Vital do Rego Filho, o ex-prefeito de Campina Grande e pré-candidato do partido ao Governo do Estado, Veneziano Vital do Rêgo; o deputado federal Manoel Júnior; o tesoureiro Antonio Souza da Silva e os deputados estaduais Gervázio Maia Filho, Raniery Paulino, Ivaldo Morais e Márcio Roberto

A Comissão Provisória tem o compromisso de realizar Convenção Municipal no prazo de 60 dias, para eleição do Diretório Municipal e da Executiva Municipal do partido O deputado federal Manoel Júnior deverá ser eleito presidente, na oportunidade, para um mandato de dois anos. Ficou definido na reunião desta sexta-feira que Manoel Júnior será sucedido no Diretório após os dois anos de mandato, pelo deputado estadual Gervázio Maia Filho.

Foi firmado o compromisso de se promover um rodízio na direção municipal da legenda, a cada dois anos, o que garantirá a oportunidade de liderança a todos.

O deputado Manoel Junior afirmou que vai trabalhar pela união do partido e que não deve haver dissidentes por conta desta decisão da provisória. “Quero efetivá-la definitivamente em um prazo de, no máximo, 60 dias. Fazer uma grande convenção com a participação dos deputados Benjamim e de Gervásio Maia, dos vereadores Fernando Milanez e João Almeida”, anunciou. O deputado também garantiu que a comissão eleita não irá se eternizar na presidência do partido.

“Esse é um momento importante não só para mim, mas também para o PMDB, pois iremos trabalhar nos próximos dois anos para aumentar sua credibilidade e de agora em diante se inteirar com os demais segmentos da sociedade e sair das quatro paredes para lutar para ganhar nas urnas e garantir vitória em 2014. E creio que nós não teremos dissidência. E já vamos nos organizar para fazer uma convenção com a participação de todos”, disse ele.

Disse, ainda, que pretende, nesses dois anos, “cumprir a nossa tarefa, a nossa missão. Até lá, quero trabalhar pela união e pelo consenso no PMDB”, concluiu.

E concluo dizendo que o texto acima nem fui eu quem fiz, mas a própria assessoria de imprensa do PMDB quem distribuiu, o que torna oficial.

Com a palavra (ou sem palavra) o deputado federal Manoel Júnior. O senhor vai ou não vai honrar o acertado em maio de 2013?