Fale Conosco

A luz da verdade, sinto-me na obrigação de tornar público fatos que estão gerando burburinho nos bastidores da política paraibana. O Grupo Ribeiro, como é contumaz em sua trajetória, já aderiu de mala e cuia ao Governo de Ricardo Coutinho.

Como sempre, pede aos novos aliados que concedam um período de quarentena para articularem a transição.

E é isto que está acontecendo agora. Aguinaldo e Enivaldo Ribeiro conversaram com Nonato Bandeira naquele mesmo período em que a desembargadora e ex-primeira dama Fátima Bezerra conversou. A diferença é que Maranhão não quis se recompor com RC, mas no Grupo Ribeiro a carne é fraca.

A primeira vítima dessa reagrupação fui eu, escudeiro fiel da hoje deputada, o cara que fez sua campanha para vereadora, de sua mãe a prefeita de Pilar, de seu irmão a deputado federal e a sua para deputada estadual. Todas exitosas.

Fui convocado por Enivaldo à sede do PP logo após a primeira reunião em que Nonato disse a eles o seguinte: Ricardo entende que vocês só aderiram a Maranhão por culpa de Cássio, que prometeu o espaço de Rômulo a Aguinaldo e depois Romero quebrou o pacto lançando-se na convenção candidato a deputado federal. Logo, o caminho de volta estava aberto, mas tinha uma pedra no caminho, eu.

Nonato, disse-me o próprio Enivaldo, não lhe tolera e Ricardo só reata se você for afastado do Grupo.

E por isso uma amizade que começou em 2006 e que no campo profissional rendeu uma boa colheita para os Ribeiros, chegou ao fim a pedido do governador e pela ambição e falta de personalidade política de gente como Aguinaldo Ribeiro.

Daniella, como sempre, esperneia, mas tem que acompanhar a família. é voto vencido e baixa a cabeça.

O grupo Ribeiro já está na base de RC, mas com um papel enviesado, para não despertar suspeitas.

As bravatas de Daniella na Assembleia de certa forma são o que ela pensa e gostaria de ser, mas ela é produto do meio e não tem independência política.

Neta de Aguinaldo Veloso Borges, o homem que comandou o Grupo da Várzea e representou os usineiros, ela é do partido de Paulo Maluf e Carlos Pita, ambos presos por roubo ao erário, não faz sentido toda essa pose de progressista. É um blefe.

Daniella negará até o fim, mas é a candidata de Ricardo Coutinho numa estratégia para derrotar os candidatos dos Grupos Cunha Lima e Vital do Rego numa cajadada só. RC quer enfraquecer Cásio e Veneziano para 2014.

Essa é a verdade e o que o vereador Inácio Falcão comentou é o que burburinha nos bastidores do PSDB e PSB e agora emerge até o público.

Segundo ele, o Grupo já usufrui da máquina do estado. Diga como e aonde vereador. A máscara caiu!