Fale Conosco

A Prefeitura Municipal de Patos, por meio da Gerência de Atenção Básica de Saúde, divulgou balanço dos atendimentos entre junho de 2016 a maio deste ano (2017).  O balanço mostrou uma elevação considerável no número de atendimentos em todas as unidades de saúde do município que prestam serviços especializados.

De acordo com a gerente, Yanna Carla Medeiros, o balanço foi muito positivo e mostrou avanços significativos na atenção especializada. “Através desse balanço, podemos perceber que os serviços realmente vem garantindo o direito do usuário, procurando fazer uma saúde de excelência, priorizando menos fila de espera, sanando as demandas reprimidas e ofertando a resposta ao usuário em tempo hábil para resolver seu problema de saúde ou mesmo continuar seu tratamento durante o tempo necessário para o êxito esperado”, disse.

Através dos gráficos, é possível ver que os atendimentos na unidade especializada do Frei Damião tiveram destaque, conseguindo desafogar as filas com a marcação de consulta com horário determinado no próprio instante da marcação. A unidade registrou, em junho do ano passado, cerca de 3.800 atendimentos, em contrapartida, em maio deste chegou a registrar 5.000 atendimentos. Outro destaque foi a elevação nos atendimentos Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST/Patos) que em junho do ano passado registrou uma média de 50 atendimentos e, em maio deste ano chegou a 450 atendimentos à população trabalhadora de Patos.

A gerente ainda enfatizou a importância da dedicação dos profissionais da atenção especializada que, com muita responsabilidade e empenho, fizeram a saúde funcionar dentro das condições que foram encontradas.

Os serviços de atenção especializada são oferecidos, de uma maneira geral, em unidades ambulatoriais públicas de abrangência regional para vários bairros, distritos e/ou municípios, dependendo da sua abrangência geográfica e populacional.

Abaixo, seguem as unidades de atenção especializada do município de Patos e, para verificarmos, os progressos alcançados pela atual gestão, os valores referência de Junho de 2016 e Maio de 2017:

Centro de Especialidades Frei Damião: 3.600 – 5.000;

Pronto Atendimento Maria Marques: 200 – 1.400;

Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST-Patos): 50 – 450;

CTA/SAE: 200 – 1.200;

CAPS AD: 50 – 400;

CAPS I: 100 – 900;

CAPS II – Adulto: 500 – 2.500;

Centro Especializado em Reabilitação (CER): 100 – 1.000.

Saiba mais detalhes através dos gráficos que seguem abaixo:

 

Fonte: Assessoria