Fale Conosco

O secretário de Comunicação Nonato Bandeira emitiu nota rechaçando o que considerou de tentativa de atraí-lo para um terreno onde nunca esteve e que a imprensa investigativa nunca nem o citou, referindo-se ao rumoroso caso do que ficou conhecido como “propinoduto girassol”. A verdade é que atiraram em Nonato para acertar no governo João Azevedo.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Diante do que vem sendo noticiado desde a tarde de ontem, acerca da suposta prática de ocultação de documentos para beneficiar terceiros, esclareço o seguinte:

  1. Não há contra a minha pessoa acusação de desvio de recursos públicos ou de corrupção.
  2. Nunca, em tempo algum, estive reunido com qualquer pessoa nas dependências da rádio Tabajara, ou em outro lugar, para ocultar prova ou impedir a investigação de crimes de que sequer sou acusado;
  3. Estranho que só agora meu nome apareça neste rumoroso caso, exaustivamente denunciado à época pela imprensa e apurado pelas autoridades competentes;
  4. Por fim, coloco-me à inteira disposição das autoridades para prestar todos os esclarecimentos necessários, a fim de que a verdade seja restabelecida.

João Pessoa, 5 de setembro de 2019.

Nonato Bandeira
Secretário de Comunicação do Estado