Fale Conosco

Pra bom entendedor, meia palavra basta. A deputada e pré-candidata a prefeitura de Campina Grande Daniella Ribeiro (PP) quer mesmo tentar se dissociar do passado praticado pelo pai enquanto prefeito de Campina Grande. Pelo menos foi isso o que deu para entender quando a parlamentar rebateu as declarações do senador Vital do Rêgo Filho em entrevista a uma emissora de rádio campinense.

O senador afirmou que os pré-candidatos em disputa no pleito desse ano, seguiriam uma linha de governo já praticada por seus aliados ou familiares políticos que já governaram a cidade.

Literalmente tentando esconder o passado negro, Daniella cuidou de se desvincular da imagem do pai e soltou à máxima. “Eu represento o modelo administrativo de Daniella, não vou discutir o passado, estou fora desse tipo de conversa”, despistou.

O mais interessante é que o índice de rejeição da candidata do PP está principalmente entre os eleitores mais velhos, que vivenciaram e sofreram com a gestão do ex-prefeito Enivaldo Ribeiro. Outro público que Daniella sofre mais rejeição é entre os de nível superior. As pessoas mais esclarecidas são as que menos apóiam o retorno dos Ribeiro ao poder.

O engraçado de tudo isso é que a pré-candidata Daniella Ribeiro (PP), depois de afirmar no seu Twitter que iria se espelhar na administração do seu pai, o então prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro, se arrependeu, acreditando que o povo não lembrava do desastre em sua administração e agora para fugir desse estigma diz que “passado é passado” e que, apesar de respeitar o pai, não é obrigada a fazer o que ele quer ou manda.

Deputada decida-se e não engane o povo campinense, porque esse mesmo povo não merece passar mais uma vez por uma administração desastrosa como foi a de Enivaldo Ribeiro, portanto, aprenda a falar a verdade!