Fale Conosco

Tenho percebido que desde ontem entrou em cena uma ação combinada entre o escritório de advocacia que presta serviços ao governador e a SECOM Estadual para enrascar a ex-primeira dama publicamente e trazer para o fórum a repercussão programada dos deslizes.

Ontem a noite um site que porta o banner do governo sapecou na manchete que Pâmela teria afirmado nas entrelinhas de uma postagem nas redes sociais que levava o filho a bares e restaurantes.

Hoje um outro portal que vem sendo muito bem regado pelo dinheiro oficial postou em sua mega manchete uma colagem de áudios onde Pâmela admite que pediu ajuda ao senador Cássio para fazer sua defesa jurídica.

GRAMPO? O pior é que esta postagem me pareceu mais um grampo e aí fica provado que Pâmela vem sendo monitorada pelo sistema Guardião da Secretaria de Segurança, o que é muito grave e deve ser denunciado ao Ministério da Justiça para que faça uma auditoria no HD inviolável do sistema.

Pode ter sido fruto também de gravações não autorizadas quando ela conversava com pessoas “amigas”, mas que estão a serviço do ex-marido, grampo ambiental, que poderia ter sido plantado pela babá ou microfone direcional postado a custa distância.

A verdade é que foi captado de forma ilegal ei truncado para desqualificar ainda mais a já frágil linha de argumentação de Pâmela, uma mãe que perdeu a guarda do filho para um esquema profissional, uam verdadeira operação de guerra montada para exterminá-la pernte a opinião pública e perante MP e juízes na batalha jurídica desigual.

O sites que se prestaram a esse serviço não embarcaram na operação Abafa Pâmela de graça. Postaram a partir de uma orquestração do secretário de Comunicação Luís Torres, obedecendo ordens do governador.

ROLO COMPRESSOR – Que os juízes, desembargadores, promotores e outros interessados saibam que nós da imprensa livre sabemos da manipulação pesada em desfavor de uma mulher, mãe e cidadã tolhida em todos os seus direitos e pressionada a deixar a Paraíba correndo, mas quem tem coragem e dignidade para ficar e lutar pelo seu filho.

O que o ex-marido de Pâmela quer, além de tomar-lhe a guarda do filho? Convencer a sociedade que ele é um santo, bom marido, bom pai e cristão e ela o satanás, péssima mãe e vagabunda?

RC usa contra Pâmela exatamente o mesmo expediente que usou contra a ex-Aglaê Fernandes, da mesmíssima forma que Pâmela acusada de conspirar com Cícero e pressionada por capangas até assinar o divórcio da maneira que o ex-marido desejava.

Pâmela, paraibanos, corre mesmo sério risco de morte. E se algo acontecer a ela todos sabem quem foi o mandante.