Notícias

Na prefeitura de JP é assim: recursos da educação vão parar na conta de empresas de segurança privada

Acreditem se quiser!

Como se não bastasse o caos na saúde, que faz com que os profissionais do setor confirmem greve geral para segunda-feira, a prefeitura de João Pessoa é alvo de outra denúncia grave.

Simplesmente, paga mais de R$ 2 milhões à segurança privada armada com verbas do Fundeb, segundo denúncia feita hoje pelo deputado Aníbal Marcolino.

Segundo ele. existe um contrato de segurança armada  da empresa Gadi de Vigilância, iniciado em 2005 com  a Prefeitura Municipal de João Pessoa no valor total de R$ 26.080,00 para vigiar prédios da Secretaria de Educação do Município.
 
Segundo Anibal, o mesmo contrato foi renovado em 2006 para um valor de R$ 121.747,40. Em 2008 o valor passou para R$ R$ 310.800,00. Em 2009 o valor foi reajustado para R$ 601.567,84 e em 2010 a mesma empresa GADI teve seu contrato reajustado mais uma vez para R$ 1.427.042,85. Agora em 2011 a secretaria da educação de João Pessoa, homologou a licitação com a mesma empresa GADI no valor de R$ 2.186.040,00.

Agora, o mais grave de tudo: os recursos alocados para pagar a empresa GADI são provenientes de recursos próprios e do FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação). Conforme o deputado, uma espécie de desvio de verbas semelhante ao que ocorreu na construção da Estação Ciência.

“Como esta empresa tem tanta sorte e prestígio para ganhar a mesma licitação por anos a fio, desde 2005? Como um contrato de 26 mil e poucos reais em 2005 passa a custar mais de 2 milhões 186 mil reais em 2011?… exclama Aníbal.

O material está à disposição de todos no site do SAGRES.