Notícias

ARAME FARPADO E ROSAS: na via crúcis de Veneziano, o povo conspira a favor e os adversários contra

Que via crúcis é essa que os adversários de Veneziano armaram com arame de farpas e espinhos, para impedir o que cada dia que passa fica inevitável?

A volta do caçula do tribuno Vital do Rego não estava escrita, pois o destino traçado era o Palácio da Redenção na eleição passada. Mas, que sina, havia um Cássio no meio do caminho e a fome de poder daquela raposa levou o Cabeludo a adiar para mais na frente e com isso bateu Pedro para deputado federal dentro do seu berço e agora uma curva da vida lhe traz de volta à disputa pela Prefeitura de Campina como favorito disparado.

Uma sanha jurídica arremessa em seu caminho obstáculos quase intransponíveis, mas a força do povo e as benção dos céus lhe reabrem as portas a cada porteira fechada por quem ainda se acha dono de um curral de mais de 300 mil cabeças de gente.

A toda hora a mídia bancada pela PMCG anuncia uma condenação e enche o papel de tinta com a palavra improbidade, querendo fazer parecer ao campinense que o preferido não poderá voltar ao posto que lhe consagrou.

Um advogado tinhoso, um vereador sem votos e coração obscuro se juntaram a um detrator premiado e dessa junção de inveja, ódio e mau caratismo foi feito o prato de veneno que tenta evitar a todo custo que a vontade do povo se sobressaia.

Mas, como diz o ditado popular, o que está para acontecer tem muita força e quando o povo quer uma coisa o universo inteiro conspira a favor. As condenações estão em primeira instância e Veneziano é elegível; a CPI sem provas a cada dia cai no ridículo e ostracismo.

Estou convencido que Cássio não conseguirá impedir a volta de Veneziano a PMCG e, mesmo que ele próprio resolva disputar com o Cabeludo em 2016, está escrito, onde ninguém pode apagar, que agora, ao contrário das artimanhas com Manoel Júnior para implodir a candidatura de Veneziano em 2014, quem decide é o povo.

Eu quero só ver o dia em que o bombo bater, o povo sair às ruas e o Cabeludo surgir no meio da multidão.