Fale Conosco

Alguém pode me explicar por que do latrocínio que Bruno Ernesto foi vítima, só o seu notebook sumiu? O delegado que preside o caso deu por encerrado e deduziu unilateralmente que não houve encomenda, mas todos os indícios apontam em contrário.

A família de Bruno está calada, o serviço de inteligência da P2 se divide entre duas opiniões, mas cabe a imprensa manter a dúvida no foco das investigações e só sossegar quando tudo estiver muito bem explicado.

Soube que na hora em que o carro de Bruno foi abordado pelos marginais passava um Corola, muito mais valorizado do que o Siena da vítima, mas os bandidos nem olharam. Estavam ali para executar uma ordem.

Chama a atenção de todos a informação dada por um dos bandidos de que a vítima ,(foto)estava com muito dinheiro e que tinha sido escolhido por informação repassada .

Ele diz claramente no primieiro vídeo abaixo que o crime foi de encomenda e depois no segundo vídeo se confunde dizendo que era para roubar o carro e vender por cinco mil reais, como se a encomenda fosse o veículo. Mas na frente ele afirma: “se fosse só para roubar o carro tinham deixado ele nos bancários”, referindo-se ao fato de terem levado ele para uma aréa de desova. Tudo estava premeditado.

Outra coisa:desde quando para se roubar um carro precisa de tanta gente e ainda levar o dono na mala e executá-lo com um tiro na nuca?

Acho que a Polícia Federal deveria entrar no caso, pois há indícios de que foi crime sob encomenda e envolve recursos federais.

Alguém queria muito o que estava no notebook de Bruno.