Fale Conosco

Até esta quarta-feira (27), o Ministério Público Federal na Paraíba (MPF-PB) recebeu 14 denúncias de “fura-filas” de vacinação contra a Covid-19 no estado. Oito registros foram feitos na cidades de João Pessoa, três em Campina Grande e outras três em Guarabira.

Os números são das localidades onde há unidades do órgão. Até o momento, o município de Monteiro não registra denúncias. Já Patos e Sousa ainda não tiveram os dados analisados.

Com a insuficiência de doses do imunizante contra a Covid-19, a prioridade é vacinar profissionais de saúde da linha de frente do combate ao coronavírus, além de indígenas que vivem em aldeias, idosos e pessoas com deficiência que vivem em instituições de acolhimento.

O MPF alerta que a aplicação da vacina em qualquer pessoa fora dos critérios de prioridade, nesse momento, é irregular e pode gerar apuração nos âmbitos da improbidade administrativa e penal, dentro da esfera de atribuição de cada ramo do Ministério Público.

Como denunciar

Para enviar denúncias ao Ministério Público Federal é necessário baixar o aplicativo MPF Serviços no celular e enviar as informações e provas disponíveis. Pelo site www.mpf.mp.br/mpfservicos também é possível enviar representações. O telefone da Sala de Atendimento ao Cidadão é o (83) 9.9108-0933 (atendimento das 8h às 15h). As promotorias de Justiça do Ministério Público da Paraíba também podem ser acionadas.

De acordo com o órgão, é importante reunir o máximo de informações possível, como o dia em que ocorreu o desvio, local, nomes de possíveis envolvidos e provas da prática como fotos, vídeos e mensagens que auxiliem na investigação. Esse material pode ser enviado diretamente pelo MPF Serviços, que aceita o envio de vídeos, fotos e documentos. O Ministério Público irá atuar para que os responsáveis por eventuais desvios sejam punidos.