Fale Conosco

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos abriu uma ação de improbidade contra o prefeito de Teixeira, Edmilson Alves dos Reis – mais conhecido como Nego de Guri -, o vereador Francisco de Assis Ferreira Tavares – mais conhecido como Assis Catanduba – e mais 11 pessoas, por fraudes envolvendo obras de construção de escola e pavimentação de ruas.

Segundo consta na ação civil pública a construtora M&M foi formalmente contratada para execução de duas obras públicas em Teixeira: de uma escola de doze salas, padrão Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), no valor de R$ 3,4 milhões, e de pavimentação de diversas ruas do município, com recursos do Ministério das Cidades, no valor de R$ 793 mil.

Já a construtora Millenium foi contratada para pavimentar ruas do município, através de concorrência pública no valor de R$ 2 milhões, recursos de três contratos de repasse do Governo Federal ao município de Teixeira.

De acordo com o MPF, o vereador já se encontra afastado do cargo na Câmara, cumprindo medida cautelar requerida pelo MPF.