Fale Conosco

Oitenta e cinco mulheres grávidas já morreram este ano em João Pessoa (dados atualizados até maio), conforme o Painel de Monitoramento da Mortalidade Materna do Ministério da Saúde, em 2019 foram 213 óbitos na capital paraibana. Buscando impedir as centenas de mortes que ocorrem todos os anos no município, o candidato à Prefeitura de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), apresentou o programa “Carinho Pré-Natal”.

O “Carinho Pré-Natal” trata-se de um novo conceito na assistência à gestante durante todo o ciclo de gravidez com consultas mensais, exames laboratoriais e ultrassom. Além de transporte gratuito para chegar às unidades de Saúde.

Apenas esse cuidado com as mães pode impedir que as centenas de mortes registradas todos os anos continuem ocorrendo. Outro ponto importante do “Carinho Pré-Natal” é a vinculação do pré-natal da gestante à maternidade de referência para o parto.

Cícero lembrou que o programa, apesar de capitaneado pela Secretaria Municipal de Saúde, funcionará em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social para garantir o enxoval às gestantes com maior vulnerabilidade.

A morte materna é qualquer morte que ocorre durante a gestação, parto ou até 42 dias após o parto. Ela pode ser decorrente de qualquer causa relacionada ou agravada pela gravidez e em torno de 92% das mortes maternas são por causas evitáveis e ocorrem, principalmente, por hipertensão, hemorragia ou infecções.

Dados do Ministério da Saúde mostram que no ano de 2018 em todo o país foram contabilizados 52.585 casos de mortalidade materna, sendo 14.822 casos no Nordeste, 1.001 na Paraíba e 210 casos em João Pessoa.