Fale Conosco

O moído envolvendo o Partido dos Trabalhadores em Campina Grande ganhou mais um capítulo nesta terça-feira (03). È que menos de 24h depois da legenda em âmbito municipal registrar a homologação da convenção que determinou a candiadutura própria do partido, a sigla, em âmbito estadual decidiu homologar outra decisão – a que versa sobre a aliança com o Partido Progressista na Rainha da Borborema.

A queda de braço entre as duas instancias da executiva ganhou mais lenha na fogueira hoje, quando a executiva estadual decidiu peitar a executiva municipal para, assim como Ricardo Coutinho, mostrar quem é quem manda mais.

Confira o release enviado pelo PT estadual

Reunida na manhã desta terça (03) a executiva estadual do Partido dos Trabalhadores não reconheceu a convenção realizada pelo ex-presidente do diretório municipal de Campina Grande, Alexandre Almeida, e homologou a convenção realizada pelos convencionais estatutários do partido, realizada no último sábado na AABB, firmando a aliança com o Partido Progressista de Daniella Ribeiro, indicando Péron Japiassu como vice na disputa pela Prefeitura Municipal de Campina Grande.

O presidente do Partido dos Trabalhadores no Estado da Paraíba, Rodrigo Soares, lembra que a realização desta convenção já havia sido homologada anteriormente e representa as vontades e interesses do PT.

Rodrigo Soares disse ainda que o Partido dos Trabalhadores age em perfeita sintonia com a base do partido em Campina Grande, seguindo as orientações das decisões da base do diretório nacional, nas recentes declarações dadas pelo presidente nacional do partido, Rui Falcão, em visita à Paraíba.

Sousa

Ainda durante reunião da executiva, foi aprovada a aliança com o PMDB de André Gadelha na disputa da Prefeitura Municipal de Sousa, no Sertão paraibano, como também a chapa de vereadores.