Fale Conosco

O ministro das Relações Institucionais, Luiz Sérgio, negou nesta terça-feira (22) que o governo esteja discutindo a criação de uma “nova CPMF” para financiar a saúde, conforme afirmou nesta segunda o governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT). A Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) foi extinta pelo Congresso, em 2007.

“Não existe no governo nenhum debate acerca da recriação da CPMF”, disse o ministro, após a reunião de coordenação política, no Palácio do Planalto.

Após encontro de governadores do Nordeste, em Sergipe, do qual a presidente Dilma Rousseff participou, Déda disse que Dilma quer abrir um debate público sobre a proposta de recriação da CPMF.

“Ela pautou conosco o debate, mas não adiantou o seu posicionamento em relação à criação da um novo tributo. É preciso esgotar esse debate para concluir se, de fato, há alternativas, se há recursos que podem ser trazidos ou se precisamos construir outros caminhos”, afirmou Déda após o encontro com os governadores.

Enquanto uns governador, a exemplo de Ricardo Coutinho, tentam aprovar a criação de mais um tributo, outros governadores sugerem outras alternativas para solucionar a falta de recursos para a Saúde. Ao mesmo tempo, Dilma foge do debate para manter a paz no seu governo.

Tomara que a presidente não entre no barco furado dos governadores que querem criar mais despesas para a população.

com G1