Fale Conosco

O Ministério Público e a diretoria do “Folia de Rua” assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta no sentido de proibir qualquer tipo de manifestação eleitoreira durante os festejos de momo.

Desobedecendo a lei, como é costumeiro entre os integrantes do Coletivo de Ricardo Coutinho (vale citar aqui o descumprimento à lei de autonomia da UEPB), a equipe dos girassóis tripudiou da justiça, lançou bloco, “convocou” funcionários, distribuiu camisetas e cerveja “Stela Artois” na concentração do bloco intitulado “é com ela que eu vou”, no dia do desfile das Muriçocas.

Não bastasse o auê registrado e com fotos e convocações publicados no microblog Twitter da pré-candidata Estelizabel e da primeira dama Pâmela Bório, no qual a jornalista enfatiza a participação dos funcionários do estado no evento, hoje (desfile dos Cafuçus) a equipe se organiza para colocar o bloco na rua de novo.

Dessa vez a aprendiz de comandante do estado não estará presente, informou que irá se retirar com Ricardo Coutinho, mas garantiu que todos os funcionários estejam presentes ao evento.

O Ministério Público já foi acionado e promete combater as práticas ilícitas. Se o bloco desfilou contra a lei, aos olhos de todos uma vez, não é possível que isso vá acontecer pela segunda.