Fale Conosco

Diversos áudios e vídeos com conteúdos extremistas estão circulando pelas redes sociais anunciando além de uma possível greve dos caminhoneiros para o dia 30 de junho, um ultimato para o Congresso Nacional a respeito da aprovação da reforma da Previdência e do pacote anticrime.

Em um deles, um dos representantes do movimento garante que o “segundo semestre não começar” caso deputados e senadores continuem “boicotando” as propostas do presidente Jair Bolsonaro.

“Ou a Câmara e o Senado aprovam as propostas do governo, ou no dia 30 de junho os caminhoneiros vão parar”, afiançou.

Em um segundo vídeo, o mesmo líder do movimento, em referência a um vídeo do presidente, invoca o artigo 142 da Constituição Federal, que permite a intervenção das Forças Armadas por meio de uma iniciativa popular no Supremo Tribunal Federal e no Congresso para a manutenção da garantia constitucional.

https://twitter.com/sasanews_/status/1142503001745240065?s=08

Da redação