Fale Conosco

“Como alguém que declaradamente votou em Vitalzinho para governador, fiel a indicação do PMDB, pode ser expulso por infidelidade por alguém que traiu o partido votando em Cássio no primeiro e no segundo turno?”, questionou Milanez, cutucando Manoel Júnior.

O vereador classificou de “estapafúrdia” a ameaça do presidente do diretório municipal e disse que “se ele quer conhecer alguém que foi infiel ao PMDB se olhe no espelho”.

Milanez disse ainda que Manoel Júnior está só e querendo companhia a força e que não será com ameaças que vai conquistar o seu voto.

“Não sou homem de ser convidado a deixar nenhum ambiente, cumpro com minhas obrigações e sou diretoriano à convenção nacional do PMDB, para onde levarei o caso se provocado”, finalizou Milanez.