Fale Conosco

A denúncia do ex-vereador Olavo de Baleia acusando 14 vereadores e o prefeito de santa Rita, Reginaldo Pereira, de estarem envolvidos num mensalão que movimentaria mais de 1,5 por mês, não pode passar em branco e tem que ser investigada pelo Ministério Público.

Segundo Olavo, dos 500 mil mensais que a Câmara recebe por mês do duodécimo repassado pela Prefeitura, 50 mil são rateados entre cinco vereadores e 450 mil entre os catorze restantes.

Ele afirma que esse grupo que fechou com Reginaldo o esquema e tem um complemento de contracheques e até o comando de secretarias, fatura por mês entre 70 e 100 mil reais cada.

Nosso blog tem dito de forma sistemática que o prefeito Reginaldo refém dos vereadores e vice e versa. Há informações de gravações e até vídeos quem se levados à Justiça, derrubaria o prefeito e cassaria os vereadores.

Agora vem um ex-vereador revelando a contabilidade do esquema e acho que chegou a hora de o MP e a Polícia Federal entrarem no caso.