Fale Conosco

Na última quinta-feira (04), um militante do partido Rede Sustentabilidade, o advogado Helder Vieira, emitiu uma Nota à imprensa na tarde desta quinta-feira (4) destacando que é contra aproximação do Partido com o governador Ricardo Coutinho e que as “alianças” de Ricardo visam exclusivamente à busca desenfreada de continuidade no poder pelo poder.

Helder ressalta que “desde o ano de 2013, quando o TSE negou registro à Rede Sustentabilidade, tentamos aqui na Paraíba, construir alianças programáticas sólidas, junto a partidos que comungavam do sentimento de mudanças, orquestradas pela companheira Marina Silva, inclusive buscando nos reunir com o governador e com a coordenação de seu partido, sendo infrutíferas todas as tentativas”, declarou o advogado.

Ele disse também que estão tentando tirar proveitos da imagem da fundadora da Rede, hoje candidata à presidência pelo PSB, Marina Silva. “Eu não posso me calar quando vejo “alianças” serem feitas em desacordo com a coerência política esperada, onde de forma oportunista vejo muitos agora intentarem “amarrar” suas imagens à Marina, como se política fosse feita ainda no formato de “toma lá, da cá”, como se a população não percebesse o que está acontecendo”, afirmou.

Ele disse ainda que não pode ser conivente no atual momento ou esquivar-se de seu dever cívico e do compromisso de fazer da Paraíba um Estado melhor e mais democrático.

Confira a Nota na íntegra

NOTA À IMPRENSA

João Pessoa-PB, 02 de Setembro de 2014.

Eu, Dr. Helder Vieira, quanto militante “Redista” ativo, integrante da comissão provisória da Rede Sustentabilidade na Paraíba, venho publicamente estornar minha posição, rompendo o silêncio, no tocante ao atual e vergonhoso quadro político que se apresenta na Paraíba e das “Coligações” escusas e oportunistas, reveladas pelo PSB paraibano nestas eleições.

Desde o ano de 2013, quando o TSE negou registro à Rede Sustentabilidade, tentamos aqui na Paraíba, construir alianças programáticas sólidas, junto a partidos que comungavam do sentimento de mudanças, orquestradas pela companheira Marina Silva, inclusive buscando nos reunir com o governador e com a coordenação de seu partido, sendo infrutíferas todas as tentativas.

É notório que a companheira Marina Silva, enquanto Rede, por convicções verdadeiras e em nome de uma aliança programática, sobretudo, por amor ao Brasil, construiu juntamente com o saudoso Eduardo Campos (PSB), elos e compromissos éticos no sentido de fomentar uma nova forma de fazer política, diferentemente da conduta adotada pelo governador paraibano em exercício, que, em nenhum momento recebeu a coordenação regional da Rede Sustentabilidade, alinhando-se às políticas arcaicas, retrogradas e fascistas do PT de Dilma e Cia., contrariando inclusive a direção partidária nacional, rompendo com a ética na composição de uma aliança programática em nosso Estado, colocando-se como “segunda” opção de palanque para o PT e sua candidata Dilma.

Por princípios, me coloco contrário a qualquer aproximação da Rede Sustentabilidade da Paraíba com o governador Ricardo Coutinho, haja visto suas “alianças” que visam exclusivamente a busca desenfreada de continuidade no poder pelo poder. Neste contexto, alinhando-me às posições adotadas pela Rede no Estado de São Paulo e nos demais onde não houve convergência, luto incansavelmente por nossos APOIADORES DE PRIMEIRA HORA, que de forma livre estão engajados e compromissados verdadeiramente em MUDAR O BRASIL.

Não posso ser conivente neste momento, ou até esquivar-me do dever cívico e do compromisso de fazer da Paraíba um Estado melhor e mais democrático. Eu não posso me calar quando vejo “alianças” serem feitas em desacordo com a coerência política esperada, onde de forma oportunista vejo muitos agora intentarem “amarrar” suas imagens à Marina, como se política fosse feita ainda no formato de “toma lá, da cá”, como se a população não percebesse o que está acontecendo. Abramos nossos olhos. Quero crer que a coordenação regional da Rede Sustentabilidade se posicionará neste sentido, rompendo também o silêncio quanto à política que aí está posta, por ser neste momento a mais legítima e esperada.

Acredito que é nosso dever, evitar que a Rede Sustentabilidade Paraíba e a companheira Marina Silva sejam vítimas deste engodo político. Mesmo sendo da natureza dos partidos políticos o confronto de posições e projetos e a disputa legítima pelo poder de Estado para realizá-los, o objetivo de permanecer no poder a qualquer custo os esvazia de suas premissas fundantes que são corresponder aos clamores e urgências da população e expressar as demandas da sociedade, de forma democrática, competente, ética e justa.

“Não é mais a hora de procurar um protagonismo equivocado, que almeja ascender ao modelo “primeiro mundo”, mas, sim, de nos envolvermos com determinação, competência e garra na construção de um mundo diferente e melhor, fundado em valores como a fraternidade e generosidade ética, em formas de saber e atitudes de viver elaboradas individual e coletivamente. Precisamos nos posicionar intensivamente em favor de idéias e da aglutinação de uma força política transformadora, criativa, empreendedora e radicalmente democrática. Política renovada significa iniciativas inovadoras, em essência, palavras e atos, visão e experiência, que se traduzem por um redirecionamento de forças e afetos para o objetivo comum

Queremos uma organização política diferente, que abra à sociedade uma porta para se engajar na quebra do monopólio que os atuais partidos exercem sobre o Estado, demonstrando que outra forma de governabilidade e poder político é possível e viável.” O que virá dependerá do que formos capazes de criar e produzir, de inventar e distribuir, a partir deste encontro de sonhos e épocas, de gerações e destinos. Não temos respostas prontas, mas temos certeza de que este é o caminho que queremos percorrer para construir respostas às indagações do presente e do futuro. Concluo renovando meu apoio incondicional à NOVA POLÍTICA e a MARINA SILVA.

Vamos em frente REDISTAS, #EUACREDITO.

Dr. Helderley Florêncio Vieira

wscom