Fale Conosco

A manobra que está sendo orquestrada pelo PMDB e PSB para antecipar as eleições na Assembleia Legislativa da Paraíba ganhou o repúdio de alguns deputados, nesta terça-feira (18). Alguns integrantes da bancada de oposição e até de situação discordam dessa antecipação e afirmam que o momento é de discutir a formação da Mesa Diretora para o biênio 2015-2016.

Janduhy Carneiro, por exemplo, considerou extemporânea as discussões sobre a eleição da Mesa Diretora e criticou a antecipação da votação para o segundo biênio. Ele também voltou a defender o nome de Ricardo Marcelo para continuar na presidência da Casa e fez um apelo pela manutenção da independência do Poder Legislativo.

“Quando Ricardo Marcelo anunciar que é candidato a maioria seguirá com ele, porque ele tem feito uma boa gestão à frente da Casa”, falou Janduhy.

Apesar de ser cotado para liderar a bancada de situação, Anísio Maia (PT), também não concorda com essa antecipação. O petista confirmou reunião da executiva estadual do partido para esta terça-feira (18) e disse que tudo isso será discutido no encontro, inclusive a participação da legenda na composição da Mesa Diretora que será escolhida.

“Eu discordo da antecipação da eleição da Mesa Diretora, mas o regimento da Casa permite isso. O PT vai discutir sobre isso hoje à noite, sobre essa articulação do PMDB e PSB de se revezarem na presidência da Assembleia”, declarou.

Anísio Maia disse, ainda, que manteve contato com os participantes da chapa de Adriano Galdino, mas negou que tenha se comprometido a votar nele para presidente. “Eu defendo uma chapa eclética e aprovo o revezamento na presidência, mas não assinei lista nenhuma”, falou.

Durante reunião realizada nessa segunda-feira (17), peemedebistas confirmaram que vão se aliar a Adriano Galdino para formar chapa que beneficiará os dois partidos e informaram que a eleição do biênio 2017-2018 deverá ser antecipada para garantir que os partidos se mantenham no comando da Casa.

BG