Fale Conosco

A Polícia Civil da Paraíba já identificou os suspeitos de terem sacado uma pistola no meio de um evento público de campanha realizado pelo pré-candidato a prefeito de João Pessoa Nilvan Ferreira (MDB) no último final de semana. De acordo com o que foi contado pelo suspeito em depoimento na última segunda-feira (28), que é subcomandante da Polícia Militar, tudo não passou de um mal entendido.

Segundo o PM, ele e o irmão desceram do carro por causa da aglomeração provocada pelo evento de Nilvan, no cruzamento da Avenida Epitácio Pessoa. Houve então um princípio de discussão quando, segundo ele, uma das pessoas que estavam no meio do tumulto teria mostrado que estava com uma arma na cintura. Na mesma hora ele, que é subcomandante da Polícia Militar da Paraíba, teria sacado a pistola, tendo permanecido com a arma em punho até o sinal abrir.

Ainda no depoimento ele negou que tenha atentado contra a vida de Nilvan ou de qualquer outra pessoa que estava no local.

Por outro lado, Nilvan Ferreira afirmou que não sabe dizer se algum membro da sua equipe poderia estar armado no momento da confusão, mas espera que tudo seja apurado.