Fale Conosco

E os escândalos no Ministério dos Transportes continuam sendo denunciados pela imprensa que vem sendo fortemente criticada por gestores públicos na ativa e fora dela.

Desta vez, uma denuncia feita pelo Jornal O Estado de S. Paulo derrubou o diretor do DNIT, José Henrique Sadok de Sá, Vale destacar que Sadok estava no cargo interinamente após o afastamento do titular para que fossem feitas investigações acerca de irregularidades em obras do Ministério.

Lamentável saber que o diretor interino ta,bem pode estar envolvido nas irregularidades. Segundo o jornal de circulação nacional, a empresa da esposa de Sadok, uma construtora, foi beneficiada em licitações de obras entre 2006 e 2011.

Ainda segundo O Estado de S. Paulo, a esposa de Sadok teria sido beneficiada em nada menos que R$ 18 milhões.

Leia abaixo nota enviada à imprensa:

“O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, decidiu afastar temporariamente o diretor Executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) que estava respondendo pela Diretoria Geral do órgão. Ao mesmo tempo, constituiu Comissão de Processo Administrativo Disciplinar para apuração dos fatos noticiados pelo jornal Estado de São Paulo, na edição do dia 15 de julho de 2011.”