Fale Conosco

Após novas demissões no Ministério dos Transportes, Paulo Passos, que está è frente da pasta, disse que são ajustes necessários para o bom funcionamento do ministério.

Quinze pessoas fora demitidas, algumas com a nomenclatura de afastamento “provisório” e outras permanentemente. O fato é que está sendo feita uma limpeza no ministério e as investigações seguem até que os culpados pelos superfaturamentos e desvios sejam punidos.

Será que isso vai acontecer mesmo ou será mais um caso aonde os pequenos são punidos e os demais comem um gordurosa pizza?