Fale Conosco

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, nesta quarta-feira (09), que se for necessário para tirar Jair Bolsonaro da Presidência da República, será candidato nas eleições de 2022.

“Se for necessário pra tirar o Bolsonaro que eu seja candidato, não tenham dúvida que serei”, escreveu Lula nas redes sociais.

O petista ainda comentou que o brasileiro está cansado de ver a família Bolsonaro criando intrigas e mentiras nos meios de comunicação. “O povo está cansado. Liga a televisão, tá lá o Bolsonaro mentindo. Vai ver o jornal, tá lá o filho dele inventando uma fake news. Não há uma única mensagem de paz. É só ódio”, declarou.

Segundo o ex-presidente, em toda eleição há polarização e cabe ao povo acabar com ela. Para Lula, não existe candidato neutro, todos devem se posicionar para que suas intenções sejam conhecidas.

“Quem vai acabar com a polarização vai ser o povo, depois das eleições. Toda eleição tem polarização. O Biden acabou de polarizar com o Trump e ganhou. Falam em uma pessoa neutra, não existe neutralidade em eleição. É bom que o povo saiba bem claro o que cada um representa”, ponderou.

Lula afirmou que fará em 2022 uma campanha limpa, sem propagar ódio ou atacar seus adversários políticos. “Eu não sou de instigar o ódio. Toda vez que perdi uma eleição nunca contestei o resultado. Vamos fazer uma campanha do jeito que a gente sabe fazer: conversando com o povo e não fazendo o jogo rasteiro dos nosso adversários. Da minha parte será lulinha paz & amor sempre”, concluiu.